BLOG DO ÚNICO E VERDADEIRO REI DOS MICOS



#DesesperodaVeja: Revista investe no terrorismo eleitoral, mas já perdeu toda a credibilidade

 

A três dias das eleições presidenciais, quando as pesquisas apontam para a vitória da presidenta Dilma Rousseff, a Revista Veja – velha conhecida por atuar como principal veículo de oposição aos governos petistas – chega às bancas com mais uma capa fraudulenta e caluniosa contra Dilma e o ex-presidente Lula.Trata-se da conhecida tática golpista praticada pela revista de tentar manipular a opinião pública, pautar o último debate na TV e influenciar o resultado das eleições.



A capa da publicação mostra Lula e Dilma com a manchete “eles sabiam de tudo” se referindo ao esquema de corrupção denunciado pelo doleiro Alberto Yousseff, por meio de delação premiada, à Polícia Federal. MENTIRA. E como sabemos a mentira é a matéria-prima do golpismo que a Revista lança sempre que os seus candidatos a presidente estão atrás nas pesquisas eleitorais na reta final das campanhas. Surpreendente seria se a Veja se comportasse diferente dessa vez.



O doleiro Yousseff foi preso no começo deste ano, pela Operação Lava Jato da PF, acusado de chefiar um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. O decorrer do processo ocorre em segredo de justiça e as declarações resultantes de delação premiada carecem de comprovação, já que esse tipo de interrogatório serve como peça inicial para investigações mais aprofundadas. As declarações do réu (no caso, o próprio doleiro Yousseff), aliás, precisam ser comprovadas para garantir a ele o direito de ter sua pena reduzida. Mas temos que lembrar que tudo o que “carece de comprovação” ou simplesmente é inventado ou fantasiado ganha contornos de “fato real” na redação oposicionista da Veja.

 



Vale destacar que, na semana passada, quando todos os jornais acusavam a participação do ex-presidente do PSDB, Sergio Guerra, no esquema de recebimento de propina em que é acusado pelo doleiro Alberto Yousseff, a capa da Revista Veja requentava uma notícia velha, não comprovada e caluniosa, para desviar o foco do assunto. E essa, como já sabemos, não foi a primeira vez. A quem serve, então, a Revista Veja?



Ações como essa são sintomáticas de um tipo de pseudo-jornalismo que há muitos anos deixou de lado o compromisso com a verdade e a informação. E mais, a antecipação da publicação da edição atual na tentativa de influenciar o resultado das eleições é prática de fraude eleitoral, pura e simples. Quais são os interesses que se escondem por trás de uma publicação que sistematicamente divulga todo o tipo de mentira e calúnia para difamar, desqualificar e desestabilizar um governo legítimo e eleito democraticamente pelo povo? Em uma democracia a postura anti-ética da Veja é inaceitável e deve ser entendida como uma tentativa de golpe.



Felizmente, os brasileiros já não se deixam enganar por uma revista que há muito tempo jogou fora toda a sua credibilidade. Eles pensam que podem manipular o eleitor com mentiras e desinformação. Estão errados. A democracia brasileira não é exercida nas bancas de jornais, mas nas urnas. E essa verdade está fora do alcance da manipulação da Veja.

 



Escrito por D FABIANO I às 01h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




a


MPF guarda há dois anos denúncia de que PSDB mineiro recebeu doações ilegais

 

 

São Paulo – A Procuradoria Geral da República (PGR) analisa há quase dois anos, ainda sem nenhum resultado, denúncia de que o diretório estadual do PSDB em Minas Gerais tenha arrecadado ilegalmente cerca de R$ 166 milhões para financiar campanhas de candidatos a prefeito e vereadores em vários estados do país nas eleições municipais de 2012. Partidos e lideranças políticas regionais – como o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), morto em 13 de agosto – também teriam sido beneficiados pelos repasses.


O ponto de partida para as investigações é um documento apresentado ao MPF de Minas Gerais em 19 de novembro de 2012 – e que foi revelado na última sexta-feira (17) pelo blogue Conversa Afiada. Trata-se de uma carta escrita por Danilo de Castro, que ocupava então a Secretaria de Governo da gestão do governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB), eleito senador no último dia 5 de outubro. A missiva teria sido redigida a pedido do presidente do PSDB mineiro, o deputado federal Marcus Pestana, também reeleito, e do tesoureiro-adjunto do diretório estadual do partido, Paulo Bregunci. O texto está endereçado ao “senhor senador Aécio Neves da Cunha”, que agora disputa o segundo turno das eleições presidenciais pelo PSDB.


De acordo a assessoria de imprensa da PGR, o inquérito encontra-se no gabinete do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, onde chegou em 29 de novembro de 2012, quando o cargo ainda era ocupado por Roberto Gurgel. Por estar protegido por sigilo de justiça, não há quaisquer outras informações disponíveis sobre o caso – nem mesmo sobre a autenticidade do documento. A cópia colocada à disposição pelo blogue, porém, é idêntica à que tramita pelo MPF. Está assinada por Danilo de Castro e sua firma está reconhecida pelo 7º Ofício de Notas de Belo Horizonte. Teria sido enviada aos procuradores pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual de Minas Gerais (Sindifisco-MG), mas a diretoria da entidade nega participação no evento.


Carta


“Venho através desta apresentar-lhe o presente relatório dos recursos arrecadados por intermédio das empresas participantes deste consórcio”, escreve Danilo de Castro, que já foi deputado e acaba de exercer as funções de coordenador político da campanha de Pimenta da Veiga (PSDB) ao governo de Minas Gerais nas eleições de 2014. O tucano foi derrotado em primeiro turno pelo ex-ministro e ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT). “E informo que as verbas já foram disponibilizadas para as campanhas dos candidatos concorrentes ao pleito do corrente ano de 2012, conforme demonstro abaixo.”


Danilo de Castro faz, então, uma lista dos supostos doadores e beneficiados pela coleta de dinheiro. Segundo a carta, as verbas foram arrecadadas com 182 empresas e pessoas físicas. São companhias de vários ramos de atividade, da telefonia à saúde, passando por transporte e alimentação, com destaque para mineradoras, como Vale do Rio Doce; siderúrgicas, como Usiminas; e sobretudo empreiteiras, algumas de grande porte, como Camargo Corrêa, Odebrecht, OAS, Queiroz Galvão, Delta, CCR, Mendes Júnior e Andrade Gutierrez, além dos bancos Itaú, Mercantil, Santander, Bradesco, Safra, BMG e Rural. A União Geral dos Trabalhadores (UGT) e outras entidades sindicais também teriam aportado para a vaquinha do PSDB mineiro.


Juntas, continua o documento, elas doaram cerca de R$ 130 milhões aos cofres tucanos de Minas Gerais. O restante – R$ 36,8 milhões – veio de “outras fontes”. O dinheiro teria sido repassado para os seguintes partidos, por meio de representantes citados nominalmente na carta: DEM (R$ 3 milhões), PDT (R$ 1,8 milhão), PMN (R$ 780 mil), PP (R$ 460 mil), PPS (R$ 200 mil), PR (R$ 2,65 milhões), PRB (R$ 400 mil), PRP (R$ 400 mil), PSB (R$ 3,2 milhões), PSC (R$ 860 mil), PSD (R$ 2,6 milhões), PSDB (R$ 5,98 milhões), PSDC (R$ 350 mil), PSL (R$ 300 mil), PTdoB (R$ 450 mil), PTB (R$ 4 milhões), PTC (R$ 400 mil), PTN (R$ 3,5 milhões) e PV (R$ 5,6 milhões).


Mas não foram apenas siglas que se beneficiaram dos aportes. Candidatos à prefeitura de cidades mineiras pelo PSDB e partidos aliados – como Márcio Lacerda (PSB) em Belo Horizonte, beneficiado com R$ 7,5 milhões – também teriam recebido dinheiro. As verbas também teriam ido para 24 candidatos à Câmara Municipal da capital mineira – e para candidatos à prefeitura pelo DEM, PSDB e PSB em 18 capitais. Finalmente, sob a rubrica “outras despesas”, Danilo Castro aponta doações de R$ 2,35 milhões ao senador José Agripino Maia (DEM-RN), que atualmente coordena a campanha de Aécio Neves para a Presidência da República; e para Eduardo Campos (PSB-PE), morto em acidente aéreo durante a campanha presidencial, e que teria recebido R$ 2,5 milhões “conforme determinação” pessoal de Aécio.


Doações


A RBA comparou algumas doações discriminadas na carta com a prestação de contas enviada por empresas e partidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – o que garante a legalidade dos aportes financeiros para as campanhas do país. Cruzando dados, é possível saber que o Sindicato da Indústria da Construção Pesada no Estado de Minas Gerais (Sicepot-MG), entidade patronal que encabeça a lista, teria doado R$ 8,89 milhões ao PSDB mineiro, mas não declarou oficialmente nenhuma doação à autoridade eleitoral em 2012.


O Consórcio Minas Arena, que teria aportado R$ 4,5 milhões, tampouco aparece no sistema do TSE. O mesmo acontece com muitas das empresas citadas pela carta. Há casos, porém, que aparecem no registro oficial de doações aos comitês partidários, mas com valores diferentes. A Cadar Engenharia e Construções, por exemplo, é apontada por Danilo de Castro como doadora de R$ 700 mil ao diretório estadual tucano, mas surge como fonte de apenas R$ 100 mil no sistema do TSE – e não ao PSDB mineiro, mas ao diretório nacional do PSB.


O diretório estadual do PSDB em Minas Gerais declarou arrecadação de R$ 13,994 milhões para as eleições de 2012. Entre os doadores que aparecem na lista encaminhada a Aécio Neves, alguns também figuram nos registros da autoridade eleitoral. Por exemplo, o Banco BMG, que fez dois aportes no valor total de R$ 370 mil. Na carta, porém, a instituição financeira teria contribuído com R$ 500 mil. O Banco Mercantil, que disse ao TSE ter destinado R$ 225 mil aos tucanos mineiros, é apontado por Danilo de Castro como fonte de R$ 350 mil. A CCR Construções Civis e Rodoviárias legalizou de R$ 150 mil ao diretório estadual do PSDB. Na carta, aparece como provedora de R$ 100 mil.


O presidente do PSDB de Minas Gerais, Marcus Pestana, e a assessoria de imprensa do diretório mineiro foram procurados pela RBA por dois dias para comentar o conteúdo da carta e a investigação da Procuradoria Geral da República. Porém, não foram encontrados nem responderam mensagens.

 



Escrito por D FABIANO I às 01h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ELEIÇÕES A VISTA

CUIDADO GENTE,DILMINHA JÁ GANHOU NO DOMINGO,ENTÃO OS INTERNACIONAIS ESTÃO SAINDO DO BRASIL,E OUTROS ABRINDO E FECHANDO POSIÇÕES VENDIDAS EM DT.

PARA QUEM NÃO TEM CORAGEM DE ARRISCAR,OU NÃO SABE OPERAR VENDIDO,RECOMENDO FICAR FORA DO MERCADO POR ESSES DIAS.

PODE CAIR MUITO,RETOMAR,CAIR DE NOVO.AMANHÃ E SEGUNDA SERÁ PURA LOTERIA,ENTÃO,NÃO TEM DICAS!



Escrito por D FABIANO I às 01h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




BVMF3

AÇÃO DA BOLSA STÁ SENDO METRALHADA POR INTERNACIONAIS OM MEDO DA DILMA.

AQUI VARIA ENTRE 9-9,50 E 12,50-13.ESTUUUUUUUUUDEM BVMF3.



Escrito por D FABIANO I às 01h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ELETROPAULO

HA UNS MESES ESTAVA MAIS DE 10 REAIS,HOJE ESTA A 7,OO.

OUTRA SAZONAL-É COMPRAR AGORA E GUARDAR.ESTUUUUUUUUUUUUDEM ELPL4.



Escrito por D FABIANO I às 01h45
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




INDZ14

LIXOMONEY MAIS UMA VEZ MENTIU AO PREGAR O CAOS GRAÇAS A ESSA AGENCINHA.

12 HORAS E NOSSO INDICE JÁ TINHA SUBIDO 1000 PONTOS E PETR4 3%

CANSEI DE GANHAR,AVISEI AQUI E FUI PARA A PRAIA,AFINAL TEMOS AGUA.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK



Escrito por D FABIANO I às 01h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




X

OGX-ATÉ NESSE MICAÇO O REI ACERTA????

AGORA,MAIS X,MMXM11 EM PROCESSO DE AQUISIÇÃO.

NUNCA VI EM TODOS ESSES ANOS OPA DE SUBSCRIÇÃO.

É VER O EIKE E APREENDER SAFADEZA.AI TEM!!!!!



Escrito por D FABIANO I às 01h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ABRIL EDUCAÇÃO

HOJE TEREMOS O ULTIMO PRREGÃO DE ABRE11,E AMANHÃ ESTRÉIA ABRE3.

MUDANÇA DE CÓDIGO DA AÇÃO DA EXTREMA DIREITA PAULISTA.



Escrito por D FABIANO I às 01h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PETROMICO

CAIU HOJE,ESTÁ NA CARA QUE A AMERICANIDADE SABIA QUE A MOODYS IA REBAIXAR A NOTA DE CRÉDITO DA EMPRESA.

PURA POLITICAGEM,DESSA GRANDE AGENCIA INCAPAZ DE PREVER A CRISE INTERNACIONAL.

QUEREM UMENTAR A GASOLINA PORQUE NÃO PAGAM UM DOS COMBUSTÍVEIS MAIS CAROS O MUNDO.

DILMA,NÃO SE DOBRE A ESSES ESPECULADORES.E VOCES,SE PREPAREM PARA O TOMBO.GASOLINA MAIS CARA NO BRASIL?????



Escrito por D FABIANO I às 01h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




SABESP-SBSP3

QUEM QUER LAMA???QUEM VOTA TUCANO???QEM VENDE AÇÃO DESTE LIXO????

 

SÃO PAULO  -  Existe uma terceira – e última – cota de volume morto que poderá ser usada no sistema Cantareira, que abastece de água boa parte da Grande São Paulo. Mas a retirada dessa água, que está misturada ao lodo, apresenta dificuldades “técnicas” e envolve riscos por se tratar de insumo de baixa qualidade, disse hoje o diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu. Essa terceira cota teria 200 bilhões de litros.


“O volume morto total tem cerca de 500 bilhões de litros. A primeira e a segunda cota, juntas, somavam quase 300 bilhões de litros. Em tese, há mais 200 bilhões de litros. Como a reserva fica no fundo, se a crise se acentuar, não haverá outra alternativa a não ser ir no lodo e tirar essa água”, disse durante apresentação no debate “A falta de água em São Paulo”, na Assembleia Legislativa do Estado.


Segundo Andreu, qualquer obra de aumento da capacidade do atual sistema de abastecimento das regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas demora pelo menos dois anos. Assim, a única solução no curto prazo para a crise hídrica pela qual passa o Estado de São Paulo é a ocorrência de chuvas acima do esperado ou utilizar todo o volume morto do sistema Cantareira.



Escrito por D FABIANO I às 00h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




SABESP

PODEM VENDER ESSE LIXO EM HOMENAGEM AO DESGOVERNADOR GERALDO ALSTOM MIM.

VOCES QUISERAM QUE ESSA GENTE CONTINUASSE,ENTÃO MORRAM DE SEDE,PAULISTADA!!!!!



Escrito por D FABIANO I às 01h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




INDZ14

HOJE FOI DIA DE QUEDA NO MUNDO E,NOSSO INDICE,DESABOU JUNTO COM O PETROMICO.

PARA QUEM COMPROU,PODE,EU DISSE PODE,SE DAR BEM,POIS PODE SUBIR ALGO AMANHÃ OU DEPOIS.

A NOITE AS TAIS PESQUISAS COMEÇARAM A MOSTRAR A VERDADE,PODEM INFLUIR AMANHÃ.



Escrito por D FABIANO I às 01h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




OGXP3

DIVULGADA A PRODUÇÃO MENSAL DDS TUBARÓES ABANDONADOS,ATÉ BOA,PODERIA RESULTAR EM ALTA AMANHÃ.

PORÉM,EMPRESA DE EIKE,ÑAO ESPEREM NADA.SE COMEÇAR SUBINDO,PODEM VENDER E ALUGAR.



Escrito por D FABIANO I às 01h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ADEUS AÉTICO

Imerso em uma piscina de bílis e ódio, o  candidato tucano Aécio Neves chamou a sua adversária Dilma Rousseff, no debate do SBT, de “mentirosa” e “leviana”. Foi agressivo e desrespeitoso como não se tinha visto até ali.


Ele não precisava disso. O ex-governador de Minas já fora repreendido abertamente por Luciana Genro (PSOL) quando lhe levantou o dedo, durante um debate.


“Por que Aécio nunca fez isso contra adversários homens?”, perguntou o PT.


Aécio tem contra si uma denúncia séria de agressão contra mulher, reportada pelo jornalista Juca Kfouri em 2009. Ele “deu um empurrão e um tapa em sua acompanhante no domingo passado, numa festa da Calvin Klein, no Hotel Fasano, no Rio”, escreveu Kfouri na época.


O candidato até ameaçou processar por injúria, calúnia e difamação. Mas o jornalista sustentou a informação e Aécio deixou por isso mesmo.


Por que será?


Os marqueteiros de Aécio já deviam saber que o ódio é um aliado mortal em eleições democráticas. Assusta. É repulsivo. Na história, só ganhou eleições em países à beira do precipício da ruptura institucional.


Todos se lembram da abertura da Copa do Mundo, estádio novinho em folha, quando o Brasil deu ao planeta a prova cabal da qualidade da elite que tem. Do setor ultra-vip do estádio, especificamente do camarote do Itaú (e eu nem insinuo que seja mais do que uma infeliz coincidência que se tenha tratado do mesmo banco da dona Neca Setúbal, a coordenadora do programa de governo de Marina Silva), elevou-se o grito “Ei, Dilma! Vai tomar no cu!”


Foram milhares de vozes cujos donos ou tinham sido convidados por megacorporações para estar lá, ou eram felizes pagantes dos cobiçados ingressos Fifa (na porta, cambistas ofereciam os últimos tickets por até R$ 2.000).


A violência e vulgaridade do insulto, transmitido para bilhões de aficionados do futebol espalhados pelas centenas de países que receberam o sinal direto da Arena Corinthians, em Itaquera, zona leste de São Paulo, durou poucos minutos —mas infinitos minutos para Dilma, que, estóica, suportou com o semblante fechado a humilhação diante do mundo.


O resultado? Ela saiu transformada do episódio. Voltou a ser a vítima com aura heroica. Os seus agressores, ao contrário, depois do grito, vestiram-se com a máscara repulsiva e covarde dos linchadores.


Linchadores de uma mulher, é bom salientar. Isso nunca pega bem.


José Serra, em 2010, todos se lembram, além de forjar uma agressão por bolinha de papel, pôs-se a denunciar o suposto abortismo de Dilma, ele, cuja própria mulher havia se submetido a uma interrupção voluntária da gestação. Tanta encenação, percebeu-se logo, foi só para agradar ao raivoso e descontrolado pastor Silas Malafaia. De novo, assustou.


Aécio vai na mesma toada.


Soltar cachorros hidrófobos gera vítimas e a sensação de que todos estão ameaçados. Ninguém —a não ser os loucos— quer isso para o país. Eis porque geram repugnância as manifestações de intolerância explicitas como as que atingiram o ator e escritor Gregório Duvivier, quando foi atacado aos berros em um restaurante de comida natural só porque cometeu o “erro” de escrever em sua coluna de jornal que votará em Dilma.


É atirar no próprio pé o PSDB se associar ao ideário do Clube Militar, a pretexto de derrubar o PT. Até a grife de óculos escuros Rayban sofreu durante anos o impacto negativo nas vendas, por associação como essa… Porque os Rayban eram os preferidos dos torturadores. A turma do porão da Ditadura aparecia pouco, mas quando o fazia, vinha sempre escondida detrás daquelas lentes que em outros países representam o glamour da aventura. A minha geração baniu o Rayban escuro.


A impressão que dá é que o PSDB, por falta de algo melhor para dizer (além de que manterá o Bolsa-Família), precisa insuflar o ódio para criar factóides de imprensa. É a única coisa que explica que Fernando Henrique Cardoso afie os dentes dos advogados da supremacia do Sul e Sudeste, ao atribuir à desinformação do povo nordestino a votação acachapante no PT, durante o primeiro turno das eleições presidenciais.


“O PT está fincado nos menos informados, que coincide de ser os mais pobres. Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados”, disse FHC, desdenhoso. O resultado foi uma horda de doidos ter-se considerado autorizada pelo mestre a externar os mais odiosos preconceitos. A rede social está coalhada de manifestações dos baixos apetites incitados.


Como resultado óbvio de tal convergência insultuosa Aécio viu crescer e se multiplicar a sua taxa de rejeição. Afastou novos eleitores e conseguiu assim estancar o crescimento eleitoral que poderia levá-lo a vencer o PT. Agora, de novo, é Dilma quem detém a iniciativa.



Escrito por D FABIANO I às 01h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Dilma: "nós só temos um rumo, que é pra frente"

A Presidenta Dilma Rousseff participou de evento nesta sexta-feira (17), em Curitiba (PR), ao lado de seu vice, Michel Temer, e do senador Roberto Requião, ambos do PMDB. A Presidenta criticou as propostas do seu adversário na corrida presidencial, o tucano Aécio Neves.

Dilma relembrou o período em que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, guru de Aécio, precisou recorrer ao Fundo Monetário Internacional. “Vamos mostrar que o Brasil não quer mais ficar de joelhos diante do FMI”.

A Presidenta confrontou as propostas relacionadas aos bancos públicos (BNDES, Caixa e Banco do Brasil) e questionou a continuidade dos programas sociais, como o Bolsa Família. “Eles (tucanos) dizem que vão continuar o Bolsa Família, mas não fizeram quando puderam”.

Dilma advertiu o povo brasileiro sobre o perigo de uma possível volta do Governo do PSDB. “Nós temos que mostrar pra todo mundo as consequências de o Brasil voltar pra trás. Temos que mostrar o que aconteceu nesse país, com os trabalhadores e estudantes, quando eles (PSDB) governaram”.

O senador Roberto Requião esteve ao lado de Dilma e reforçou os argumentos para a reeleição da petista. “Um presidente não pode estar ao lado do capital financeiro e ainda atender às demandas do nosso povo. Agora é Dilma! Não ao capital vadio”.


João de Andrade Neto, editor do Conversa Afiada


Leia outras frases de Dilma:

Vamos ganhar essas eleições no dia 26, mostrar que o Brasil não quer mais ficar de joelhos diante do FMI;


Eles (tucanos) dizem que o mínimo está muito alto. Está alto pra eles que ganham milhões;


Eles (tucanos) dizem que vão continuar o Bolsa Família, mas não fizeram quando puderam. Eles sucatearam a educação. Proibiram as escolas técnicas federais;


Eles (tucanos) querem acabar com os bancos públicos, o BNDES, a Caixa, o Banco do Brasil. Hoje, se não tivesse a Caixa, o BNDES e o Banco do Brasil, não ia ter crescimento da agricultura e da infraestrutura;


Nosso país, construído por todos nós, não vai andar pra trás. Nós só temos um rumo, que é pra frente;


O dia 26, que tá chegando, é muito importante pro Brasil. Nós precisamos de cada um e cada uma de vocês, para, a partir de hoje, sair às ruas, na campanha corpo a corpo;


Nós temos que mostrar pra todo mundo as consequências de o Brasil voltar pra trás. Nós temos que mostrar o que aconteceu nesse país, com os trabalhadores e estudantes, quando eles (tucanos) governaram;


Nós vamos ganhar essa eleição no dia 26!


Um beijo no coração de cada um.



Escrito por D FABIANO I às 02h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog