BLOG DO ÚNICO E VERDADEIRO REI DOS MICOS


ADEUS AÉTICO

Imerso em uma piscina de bílis e ódio, o  candidato tucano Aécio Neves chamou a sua adversária Dilma Rousseff, no debate do SBT, de “mentirosa” e “leviana”. Foi agressivo e desrespeitoso como não se tinha visto até ali.


Ele não precisava disso. O ex-governador de Minas já fora repreendido abertamente por Luciana Genro (PSOL) quando lhe levantou o dedo, durante um debate.


“Por que Aécio nunca fez isso contra adversários homens?”, perguntou o PT.


Aécio tem contra si uma denúncia séria de agressão contra mulher, reportada pelo jornalista Juca Kfouri em 2009. Ele “deu um empurrão e um tapa em sua acompanhante no domingo passado, numa festa da Calvin Klein, no Hotel Fasano, no Rio”, escreveu Kfouri na época.


O candidato até ameaçou processar por injúria, calúnia e difamação. Mas o jornalista sustentou a informação e Aécio deixou por isso mesmo.


Por que será?


Os marqueteiros de Aécio já deviam saber que o ódio é um aliado mortal em eleições democráticas. Assusta. É repulsivo. Na história, só ganhou eleições em países à beira do precipício da ruptura institucional.


Todos se lembram da abertura da Copa do Mundo, estádio novinho em folha, quando o Brasil deu ao planeta a prova cabal da qualidade da elite que tem. Do setor ultra-vip do estádio, especificamente do camarote do Itaú (e eu nem insinuo que seja mais do que uma infeliz coincidência que se tenha tratado do mesmo banco da dona Neca Setúbal, a coordenadora do programa de governo de Marina Silva), elevou-se o grito “Ei, Dilma! Vai tomar no cu!”


Foram milhares de vozes cujos donos ou tinham sido convidados por megacorporações para estar lá, ou eram felizes pagantes dos cobiçados ingressos Fifa (na porta, cambistas ofereciam os últimos tickets por até R$ 2.000).


A violência e vulgaridade do insulto, transmitido para bilhões de aficionados do futebol espalhados pelas centenas de países que receberam o sinal direto da Arena Corinthians, em Itaquera, zona leste de São Paulo, durou poucos minutos —mas infinitos minutos para Dilma, que, estóica, suportou com o semblante fechado a humilhação diante do mundo.


O resultado? Ela saiu transformada do episódio. Voltou a ser a vítima com aura heroica. Os seus agressores, ao contrário, depois do grito, vestiram-se com a máscara repulsiva e covarde dos linchadores.


Linchadores de uma mulher, é bom salientar. Isso nunca pega bem.


José Serra, em 2010, todos se lembram, além de forjar uma agressão por bolinha de papel, pôs-se a denunciar o suposto abortismo de Dilma, ele, cuja própria mulher havia se submetido a uma interrupção voluntária da gestação. Tanta encenação, percebeu-se logo, foi só para agradar ao raivoso e descontrolado pastor Silas Malafaia. De novo, assustou.


Aécio vai na mesma toada.


Soltar cachorros hidrófobos gera vítimas e a sensação de que todos estão ameaçados. Ninguém —a não ser os loucos— quer isso para o país. Eis porque geram repugnância as manifestações de intolerância explicitas como as que atingiram o ator e escritor Gregório Duvivier, quando foi atacado aos berros em um restaurante de comida natural só porque cometeu o “erro” de escrever em sua coluna de jornal que votará em Dilma.


É atirar no próprio pé o PSDB se associar ao ideário do Clube Militar, a pretexto de derrubar o PT. Até a grife de óculos escuros Rayban sofreu durante anos o impacto negativo nas vendas, por associação como essa… Porque os Rayban eram os preferidos dos torturadores. A turma do porão da Ditadura aparecia pouco, mas quando o fazia, vinha sempre escondida detrás daquelas lentes que em outros países representam o glamour da aventura. A minha geração baniu o Rayban escuro.


A impressão que dá é que o PSDB, por falta de algo melhor para dizer (além de que manterá o Bolsa-Família), precisa insuflar o ódio para criar factóides de imprensa. É a única coisa que explica que Fernando Henrique Cardoso afie os dentes dos advogados da supremacia do Sul e Sudeste, ao atribuir à desinformação do povo nordestino a votação acachapante no PT, durante o primeiro turno das eleições presidenciais.


“O PT está fincado nos menos informados, que coincide de ser os mais pobres. Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados”, disse FHC, desdenhoso. O resultado foi uma horda de doidos ter-se considerado autorizada pelo mestre a externar os mais odiosos preconceitos. A rede social está coalhada de manifestações dos baixos apetites incitados.


Como resultado óbvio de tal convergência insultuosa Aécio viu crescer e se multiplicar a sua taxa de rejeição. Afastou novos eleitores e conseguiu assim estancar o crescimento eleitoral que poderia levá-lo a vencer o PT. Agora, de novo, é Dilma quem detém a iniciativa.



Escrito por D FABIANO I às 01h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Dilma: "nós só temos um rumo, que é pra frente"

A Presidenta Dilma Rousseff participou de evento nesta sexta-feira (17), em Curitiba (PR), ao lado de seu vice, Michel Temer, e do senador Roberto Requião, ambos do PMDB. A Presidenta criticou as propostas do seu adversário na corrida presidencial, o tucano Aécio Neves.

Dilma relembrou o período em que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, guru de Aécio, precisou recorrer ao Fundo Monetário Internacional. “Vamos mostrar que o Brasil não quer mais ficar de joelhos diante do FMI”.

A Presidenta confrontou as propostas relacionadas aos bancos públicos (BNDES, Caixa e Banco do Brasil) e questionou a continuidade dos programas sociais, como o Bolsa Família. “Eles (tucanos) dizem que vão continuar o Bolsa Família, mas não fizeram quando puderam”.

Dilma advertiu o povo brasileiro sobre o perigo de uma possível volta do Governo do PSDB. “Nós temos que mostrar pra todo mundo as consequências de o Brasil voltar pra trás. Temos que mostrar o que aconteceu nesse país, com os trabalhadores e estudantes, quando eles (PSDB) governaram”.

O senador Roberto Requião esteve ao lado de Dilma e reforçou os argumentos para a reeleição da petista. “Um presidente não pode estar ao lado do capital financeiro e ainda atender às demandas do nosso povo. Agora é Dilma! Não ao capital vadio”.


João de Andrade Neto, editor do Conversa Afiada


Leia outras frases de Dilma:

Vamos ganhar essas eleições no dia 26, mostrar que o Brasil não quer mais ficar de joelhos diante do FMI;


Eles (tucanos) dizem que o mínimo está muito alto. Está alto pra eles que ganham milhões;


Eles (tucanos) dizem que vão continuar o Bolsa Família, mas não fizeram quando puderam. Eles sucatearam a educação. Proibiram as escolas técnicas federais;


Eles (tucanos) querem acabar com os bancos públicos, o BNDES, a Caixa, o Banco do Brasil. Hoje, se não tivesse a Caixa, o BNDES e o Banco do Brasil, não ia ter crescimento da agricultura e da infraestrutura;


Nosso país, construído por todos nós, não vai andar pra trás. Nós só temos um rumo, que é pra frente;


O dia 26, que tá chegando, é muito importante pro Brasil. Nós precisamos de cada um e cada uma de vocês, para, a partir de hoje, sair às ruas, na campanha corpo a corpo;


Nós temos que mostrar pra todo mundo as consequências de o Brasil voltar pra trás. Nós temos que mostrar o que aconteceu nesse país, com os trabalhadores e estudantes, quando eles (tucanos) governaram;


Nós vamos ganhar essa eleição no dia 26!


Um beijo no coração de cada um.



Escrito por D FABIANO I às 02h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Lula: queria ver ele falar assim se o adversário fosse homem “Não passa de um filhinho de Papai”


Em ato pela reeleição de Dilma Rousseff, o Presidente Lula criticou a postura adotada por Aécio Neves (PSDB) nos confrontos diretos com a petista. Para ele, o tucano “falta com respeito.”

“Eu disputei muitas eleições nesse país e nunca vi um cidadão faltar com o respeito como ele faltou com Dilma. Nunca fiz isso com o antropólogo (Fernando Henrique Cardoso). Pegue uma palavra minha chamando alguém de mentiroso, de leviano”, discursou neste sábado (18) em Belo Horizonte (MG).

E completou: ” O comportamento dele (Aécio) não é de um candidato, é de um filhinho de papai. Eu queria ouvir ele falar assim se o outro candidato fosse um homem”

Ainda em relação ao candidato adversário, Lula lembrou a eleição de 1989, quando foi derrotado no segundo turno por Fernando Collor. “Esse país às vezes comete equívoco. Em 1989, com medo de mim, instigados pela imprensa, esse país elegeu o Collor. O povo poderia não ter me escolhido porque eu era muito radical na época, mas o Ulysses Guimaraes tinha história. Agora o que a gente tá vendo? É o mesmo comportamento que tiveram lá”, disse.

Ao defender o combate à corrupção nos governos petistas,  o Presidente voltou a comparar as gestões do seu partido com as do PSDB. “A única coisa que a direita sabe fazer é perguntar para os outros sobre corrupção, escondendo seu rabo. Nenhum governo abriu mais a possibilidade de investigação, que o meu governo e de Dilma. A verdade é que a diferença entre a Dilma e eles, é que Dilma tirou o tapete da sala e não empurra nada pra debaixo dele”, comentou ao lado do recém eleito governador Fernando Pimentel (PT).

A pouco mais de uma semana para o segundo turno, Lula comentou a posição ideológica da revista The Economist, que sugeriu voto em Aécio Neves. “Eu li a The Economist e eles tão pedindo para o povo votar no adversário da Dilma. Essa revista defende os bancos, viu?”, alertou para prosseguir: “Qual resposta a gente tem que dar para a The Economist e para o Mercado Financeiro? Elegendo Dilma. Qdo a Europa inteira demitiu 100 milhões de pessoas, Dilma criou 5,5 milhões. Eles (Mercado) queriam que a Dilma joga-se a crise no colo dos trabalhadores, mas Dilma não aceitou fazer isso”.

“Não vai ser uma revista estrangeira que dirá em quem temos que votar. Não somos gado, sabemos em quem devemos votar”, encerrou.



Escrito por D FABIANO I às 02h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




iINDZ14

INDZ14 HOJE DEU VENDIDO,DEU COMPRADO,PARA TODO O GOSTO.UM DOS MELHORES DIAS DA HISTÓRIA REAL NO INDICE.

FOI PARA AMERICANO BATER PALMAS,COMO DISSE AQUI,DE AMANHÃ NÃO PASSA E NÃO PASSOU...



Escrito por D FABIANO I às 02h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ESTRELA

ESTRELINHA E CICLICA,AVISEI,AVISEI,AVISEI.PASSOU O DIA DAS CRIANÇAS.

HORA DE ESTRELA VIR A TERRA PARA COMPRARMOS NA CASA DE 0,20-0,25.

COMO É FÁCIL OPERAR DETERMINADAS AÇÕES.MADEIRAAAAAAA



Escrito por D FABIANO I às 02h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




MMXM3

FINALMENTE FOI PARA O LIMBO E SE JUNTA AS SUAS IRMÃS E PREJUIZO.

ADEUS TIO EIKE,DEVE BLOQUEAR E SAIR DO INDICE.QUANDO VOLTAR JÁ SABEM.MADEIRAAAAAA



Escrito por D FABIANO I às 01h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PETROMICO

ESTÁ AOS 17,HOJE LEVMOS FERRO NA ABERTURA,ENTÃO NEM ENTRAMOS NO TRADE.E AMANHÃ?????



Escrito por D FABIANO I às 01h35
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




OIBR3/4

ABRIU EM GAP DE BAIXA,COMO TODA A BOLSA,DEVIDO AOS INTERNACIONAIS TEREM ENTRADO EM SITUAÇÃO DE AVERSÃO AO RISCO.

CAIU EM TODO O MUNDO,E INFELIZMENTE,AQUI TAMBÉM E O TRADE NÃO PROSPEROU.

HOJE,O NEGÓCIO FOI OPERAR INDZ14,MAIS UMA VEZ,COM MUITA OSCILAÇÃO.



Escrito por D FABIANO I às 01h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Aécio nomeou irmã, primos e tio quando foi governador de Minas

 

Os fatos começam a atropelar o tucano bravateiro. A sujeira que ele tenta empurrar para debaixo do tapete vai sendo varrida para fora. Isso porque dados públicos publicados no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais mostram que o candidato não sabe, ou finge não saber, a diferença entre meritocracia e o crime chamado nepotismo quando governou Minas Gerais.

 

  

A presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição, foi chamada de “leviana” pelo adversário Aécio Neves (PSDB), durante debate na Band, ao denunciar que o tucano usou o cargo para empregar pessoas de sua família no governo mineiro.

Aécio desafiou a mostrar quem e quantos parentes foram nomeados por ele. O site Muda Mais publicou a lista e os cargos ocupados pelos parentes de Aécio na época em que ele era governador. E a lista é grande. Veja: Fernando Quinto Rocha Tolentino (primo de Aécio), nomeado, em 2007, assessor do diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER/MG); Guilherme Horta (primo) era assessor especial de Aécio; Tânia Guimarães Campos (prima de Aécio) nomeada, em 2008, para cargo comissionado no Poder Executivo de Minas Gerais como Conselheira; Frederico Pacheco de Medeiros (primo) foi nomeado Secretário Adjunto de Governo em 2006, e atualmente ocupa o cargo de Diretor de Gestão Empresarial da Cemig; Tancredo Augusto Tolentino Neves (tio de Aécio) ocupou o cargo de Diretor do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais em 2008; Oswaldo Borges da Costa Filho (genro do padrasto do governador) era diretor presidente da Codemig em 2006.

Irmã coordenava “grupo técnico” que definia recursos de comunicação

Um destaque entre os integrantes dessa lista é Andrea Neves da Cunha, nada menos que irmã de Aécio, que ocupava o cargo de presidente do Servas (Serviço voluntário de Assistência Social), entre 2003 e 2014. Mas ela, que é jornalista, coordenou o órgão responsável pela aplicação de recursos de publicidade do governo mineiro no mesmo período em que veículos de imprensa pertencentes à família Neves receberam verba publicitária referentes do governo do Estado.

Andrea Neves da Cunha é irma do tucano

Segundo matéria publicada na Folha de S.Paulo, o órgão, chamado Grupo Técnico de Comunicação Social, foi criado pelo decreto nº. 43.245/2003, assinado pelo tucano em 3 abril de 2003. O “grupo técnico” funcionava no âmbito da Secretaria de Estado de Governo e tinha como função “coordenar, articular e acompanhar a execução da política de comunicação social do Poder Executivo”.
 
 
O órgão auxiliava na “alocação de recursos financeiros aplicados neste segmento [comunicação e publicidade] na Administração Pública Direta e Indireta do Poder Executivo estadual”, estabelecendo as diretrizes “para a política de comunicação social", tendo inclusive o papel de “representar à Auditoria Geral do Estado” quando houvesse gastos irregulares.

O “grupo” criado por Aécio e coordenado pela sua irmã ganha sentido com a informação de que a família do tucano é proprietária de pelo menos quatro veículos de comunicação: as rádios Arco Íris (retransmissora da Jovem Pan em Belo Horizonte), São João e Colonial, ambas de São João Del Rei (terra natal do presidenciável) e do jornal Gazeta de São João Del Rei.

Leia também
Escândalo das rádios de Aécio foi descoberto em blitz da lei seca

Detalhe: na rádio Arco Íris, Aécio é sócio com Andrea e a mãe, Inês Maria Neves Faria. A reportagem aponta que só esta rádio recebeu R$ 210.693,00 em 2010. Durante as gestões de Aécio em Minas, os gastos com publicidade oficial aumentaram em 300%, subindo de R$ 24 milhões para R$ 96 milhões.

Por usa vez, a assessoria de Aécio disse que Andrea Neves, que agora está na coordenação de campanha do irmão, “nunca ocupou nenhum cargo no governo do Estado, tendo exercido apenas funções de caráter voluntário não remuneradas”.



Escrito por D FABIANO I às 01h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




INDV14

HOJE FOI O ULTIMO DIA DA SÉRIE V,DE ÓTIMAS LEMBRANÇAS PARA OS INTERNACIONAIS COM O PETROMICO.

JÁ FOI TARDE,AGORA É INDZ14 QUE COMEÇARAM HOJE FAZENDO A FESTA COM MUITA OSCILAÇÃO.



Escrito por D FABIANO I às 01h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PETROMICO

QUEM FOI EXPERTO COMPROU UM POUQUINHO DE OPÇÃO PETRJ HOJE.

QUERO VER AMANHÃ,PORÉM NÃO ESQUEÇAM DO STOP.



Escrito por D FABIANO I às 00h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




OIBR3/4

OI VAI GRUPAR AGORA EM NOVEMBRO E COM O ANÚNCIO FEITO EM DIA E FORTE BAIXA,POSSO ESTAR ENGANADO,PORÉM PODE SER DIA DE FORTE ALTA.ESTUUUUUUUUUUUUUDEM OIBR3/4



Escrito por D FABIANO I às 00h45
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




DA-LHE DILMINHA

 

O amigo navegante deve ter percebido que no DilmaBATE – segundo a abalizada opinião do Noblat – ela preferiu tirar o Aecioporto das cordas para falar, diversas vezes, no Pronatec e nas creches.

Sobre o Pronatec ressaltou que o Governo FHC proibia a construção de escolas técnicas.

E sobre as creches ressaltou que ele ignorava tudo sobre a matéria.

Creches e Pronatec são temas que incidem diretamente sobre mães e jovens de Classe C.

As creches deixam a mulher trabalhar, e os Pronatec aceleram a profissionalização.

Sao benefícios estrategicamente úteis em São Paulo, onde, como se sabe, o ódio anti-petista, de que o publicitário Fernando Meirelles se tornou símbolo, pode envenenar jovens e mães, como envenenou os paulistas.

Mas, para vencer esse obstáculo, a presidenta nos próximos debates ainda pode tratar da questão do consumo de drogas, especialmente sensível a mulheres evangélicas de edificante decisão.



Escrito por D FABIANO I às 23h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




AMANHÃ

SUBIU MUITO HOJE,AMANHÃ CAI,E JÁ TEM DESCULPA A VISTA LIXOMONEY.

Publicado em 13/10/2014

Dilma 51 a 49. Vox confirma: Dilma virou o jogo !

A Bolsa vai desabar ?


Os que venderam na segunda vão comprar dos otários da terça ?

Dilma disse que não faz sinal ao mercado, isso é coisa do outro

Pesquisa da Vox trata de votos válidos.

 



Escrito por D FABIANO I às 01h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




INDV14

LIXOMONEY MAIS UMA VEZ DESINFORMA TENTANDO MANIPULAR AS ELEIÇÕES.

ALTA DE HOJE ESTAVA PREVISTA AQUI E ERA ÓBVIA,OS INTERNACIONAIS COMPRARAM EM NÍVEL RECORDE INDV14 NA SEXTA.

HOJE ELES QUERIAM VENDER,E AMERICANÓFILO NÃO É BOBO COMO QUEM VE A REDE GROBO.



Escrito por D FABIANO I às 01h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog